Amanda Araújo

1. Seja realista sobre o seu orçamento:

       Sabemos que esse é um momento muito importante, mas não precisa se precipitar e comprar algo fora da sua realidade. Avalie todos os custos do imóvel, tais como IPTU, condomínio dentre outros gastos do dia a dia, além das taxas de aquisição, como custas com registro de imóveis, ITBI e outras.

2. Comece a poupar para dar o maior valor de entrada que for possível:

        É bem clichê falarmos sobre isso, mas um lembrete é sempre bem-vindo e é de extrema importância que você tenha um planejamento financeiro e dentro dele exista uma porcentagem destinada a ser poupada para a compra do seu imóvel e assim diminuir o valor ou o prazo do financiamento.

3. Crie um plano de longo prazo:

       Se uma mudança de vida está nos seus planos, é importante escolher um imóvel que seja adequado a sua futura realidade, pois não é legal você comprar um apartamento com apenas um quarto, se pretende ter filhos ou ter um imóvel enorme quando os filhos saírem de casa.

4. Considere o seu entorno:

       No momento em que você estiver procurando o imóvel ideal, é importante avaliar o entorno e considerar questões como proximidade com farmácias, supermercados, escolas ou transporte coletivo. Facilidades como essas não são apenas algo a ser considerado – elas são importantes e contribuem muito para tornar o seu dia a dia mais fácil.

5. Avalie a documentação:

       Ao comprar um imóvel, certifique-se de que a documentação do mesmo e do proprietário esteja em dia, veja mais informações clique neste link.

E por fim, procure sempre um corretor habilitado no CRECI.

Bons negócios!

Um abraço,

Amanda Araújo

Amanda Araújo

Amanda Araújo é estudante de Comunicação Organizacional da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Categorias